«

»

ago 22

Supermercados em Londres

Os supermercados em Londres possuem preços bem acessíveis à população, praticamente qualquer cidadão tem acesso aos produtos básicos, tanto em alimentação, como também vestuário, moradia e medicamentos.

É muito fácil se notar este fato quando se vai ao supermercado fazer a compra do mês. A maioria dos produtos na loja é abaixo de 5,00 libras ou pounds. Sendo que grande parte destes são abaixo de 1,00 libra, ou seja, centavos. Dando assim um imenso poder de compra ao cidadão. Sem contar com ofertas e promoções que são muito frequentes.

Se você considerar que o salário mínimo na Inglaterra é de 5,90 libras por hora, que chega à aproximadamente 1.040,00 libras por mês, isto considerando que a pessoa ganhe o mínimo, o que não acontece normalmente, pois dependendo do tempo de serviço e de sua qualificação, o mesmo poderá chegar à 2.000,00 libras/mês.

Tirando desta classe os profissionais que trabalham em profissões que exigem cursos superiores que ganham em média 4.000,00 libras mensais. Vale lembrar também que a maior parte destes trabalhadores tem curso superior, já que o ensino é graitúito e às vezes subsidiado pelo governo para aqueles que pertencem à comunidade européia.

Somado à tudo isto, ainda existe por parte do governo britânico, uma política de auxílio ao trabalhador que esteja desempregado, lhe dando um benefício mensal em dinheiro por tempo ilimitado, ou seja, enquanto estiver desempregado, para que ele possa pagar suas despesas mínimas, com aluguel, alimentação, vestuário e saúde.

Neste artigo, vamos listar as principais redes de supermercados de Londres e como eles funcionam.

Supermercados em Londres


Principais redes


 

1. Tesco

  • Fundado em 1919, esta rede de supermercado se estende por mais 13 países e  possui 3.376, sendo que 2.975 lojas se localizam no Reino Unido que só neste país emprega cerca de 260.000 funcionários. É um dos maiores e mais popular supermercado do Reino unido. Possui também produtos de fabricação própria, com preços mais baixos e um sistema de compra online, que pode ser feita através de seu site, bem como um cartão fidelidade, onde você acumula pontos em cada compra se convertendo em descontos nas próximas compras. Possue um sistema de auto-atendimento que o próprio cliente pode passar seus ítens através de um leitor de código de barras e fazer o pagamento com cartão ou dinheiro em uma máquina ao lado, evitando assim enfrentar a fila nos caixas tradicionais

2. Sainsbury’s

  • Fundado em 1869, possui atualmente 872 lojas no Reino Unido. Possui também produtos de fabricação própria, com preços mais baixos e um sistema de compra online, que pode ser feita através de seu site, bem como um cartão fidelidade, onde você acumula pontos em cada compra se convertendo em descontos nas próximas compras. Possue um sistema de auto-atendimento que o próprio cliente pode passar seus ítens através de um leitor de código de barras e fazer o pagamento com cartão ou dinheiro em uma máquina ao lado, evitando assim enfrentar a fila nos caixas tradicionais

3. Asda

  • Fundado em 1949, atualmente pertence à rede americana Wall-Mart. É um supermercado onde é vendido produtos bem mais baratos que seus concorrentes. Ocupa o segundo lugar no ranking de maiores redes no Reino Unido, perdendo somente para o Tesco, apesar de possuir 523 lojas no Reino Unido. Possui também produtos de fabricação própria, com preços mais baixos e um sistema de compra online, que pode ser feita através de seu site.

4. Iceland

  • Fundado em 1970, é uma rede de supermercados localizada no Reino Unido e Irlanda. É especializado em alimentos congelados, como refeições prontas e vegetais congelados, daí o nome da empresa. Tem uma participação de 1,8% do mercado de alimentos do Reino unido. Possui também um cartão fidelidade, onde você acumula pontos em cada compra se convertendo em descontos nas próximas compras.

5. Lidl

  • Fundado em 1930, é uma rede de supermercados com preços populares, com base na Alemanha e possui 10.000 lojas espalhadas por mais de 20 países na Europa.

6. Marks & Spencer

  • Também conhecido como M&S, foi fundado em 1884, possui 703 lojas no Reino Unido e 361 lojas espalhadas por mais de 40 países. É especializada na venda de produtos de alimentação, vestuário e de luxo.

7. Ocado

  • Fundado em 2002. É especialista em vendas online. Vende mercadorias de marca própria e da rede de supermercados Waitrose, incluindo flores, brinquedos e revistas. A empresa possui um sistema de estoque, fazendo suas vendas somente online, sem possuir qualquer loja física.

8. The Co-operative Food

  • Esta rede opera com mais de 3.300 lojas de vários tamanhos que abrange quase todas as cidades do Reino Unido e é considerado o quinto maior varejista de alimentos do Reino Unido. Este grupo investiu mais em quantidade do que em tamanho de lojas, operando quese sempre com pequenas unidades.
  • É uma cadeia de supermercados de luxo no Reino Unido. funciona como um sistema de cooperativa em parceria com a John Lews. Possui uma rede de 282 filiais no Reino Unido e ocupa o sexto lugar no ranking de maiores varejistas de supermercado no Reino Unido. Possui também uma autorização real para fornecer mantimentos e vinhos à rainha Elizabeth II e ao príncipe Charles.

Veja no vídeo abaixo, como são os preços praticados nos supermercados em Londres:

Querendo ir à Londres?

Este guia é pra você!!

 

image

Considerações finais


  • Uma das notícias que mais se ouve e se lê na mídia escrita e falada é que o Brasil está em pleno desenvolvimento, chegando até a passar a Inglaterra no Ranking dos países mais ricos do mundo. Mas o que muita gente não percebe é o fato que se um país pretende estar entre os primeiros e principalmente, em primeiro lugar, prescisa preencher vários quesitos e não apenas possuir uma economia forte e assim avançar mais um lugar no ranking.
  • Isto se aplica muito bem ao caso do Brasil, onde o lado social, como educação, saúde e segurança, tem sido deixado ao acaso há décadas; a violência ainda impera nas ruas, onde pessoas são executadas sumariamente diante das câmeras em assaltos e viganças e mostrado ao mundo em imagens que relembram os filmes do velho oeste americano; crianças abandonadas nas praças e ruas, vendendo balas nos sinais de trânsito até mesmo pela madrugada ao invés de estarem na escola, que é o lugar de toda criança, principalmente num país que pretende ser considerado como desenvolvido; escândalos e mais escândalos de corrupção por partes dos políticos, que gastam todo seus tempos de trabalho investigando escândalos, não com o intuito de resolvê-los, mas sim em promover usas próprias imagens, ao invés de estarem trabalhando em prol dos cidadãos que os elegeram; noticiário e programas sensacionalistas mostrando e banalizando a vilolência nas telas de TV, com pretexto de assim poder combatê-la, mas que na verdade estão preocupados único e exclusivamente com o IBOPE de seus programas. e seus próprios bolsos e imagens como detentores da moral.
  • Sem contar o imenso desnível social, com uma divisão de renda ainda muito longe de chegar aos pés dos países mais desenvolvidos como os Estados Unidos e a Inglaterra, por exemplo. Para comprovar isso, basta constatar que o Brasil ocupa o octogésimo lugar em distribuição de renda (Índice de desenvolvimento humano).
  • Para fazer uma comparação grosseira, seria como se um pai trilionário tivesse uma grande família e uma pequena parte de seus filhos fossem extremamente ricos, mas a grande maioria passasse fome. Como se pode notar, este quadro gera uma tremenda contradição. Como um pai rico pode permitir que a maioria de seus filhos passem necessidades, não tendo sequer o que comer, enquanto a outra pequena parte desfruta de toda regalia que o dinheiro pode comprar?
  • Pois é isto que acontece com o Brasil hoje. Um país que tem um PIB (Produto Interno Bruto) de 2,1 trilhões de dólares, mas que infelizmente ainda se pode ver crianças e adultos passando necessidades, pricipalmente no norte e nordeste do país.
  • Pode-se comparar a pretenção que o Brasil tem hoje de se tornar um país de primeiro mundo à uma mulher que pretende se tornar miss universo, mas tudo que ela tem a oferecer é apenas um rosto bonito.
  • Neste artigo foi mostrado um pouco da vida dos cidadãos ingleses em Londres, uma cidade que pertence à um país realmente de primeiro mundo. Meu objetivo não é meramente comparar o Brasil com a Inglaterra, nem tampouco diminuí-lo ou lhe subtrair a importância de ser um futuro candidato ao primeiro mundo. Apenas estou mostrando ao leitor o que é pertencer realmente ao primeiro mundo e não ficarmos iludidos com notícias sensacionalistas, interesseiras e tendenciosas publicadas frequentemente na imprensa. Portanto se o Brasil deseja galgar os degraus que o levará à este seleto grupo, precisa saber percorrer um longo caminho e assim poder transpor esse imenso abismo cultural e socio-econômico que o separa do primeiro mundo.
  • Se o Brasil pretende mesmo fazer parte da elite do primeiro mundo, é imprescindível que se espelhe nos que estão há décadas nos primeiros lugares do ranking, pois são governos que respeitam os cidadãos, investindo pesado há séculos na educação, saúde e segurança, que são a base de qualquer sociedade que se diz civilizada, lhes concedendo o necessário para terem uma vida digna que todo ser humano tem o direito e merece.

Referências


  • Todas as informações acima foram coletadas em sites de referência, experiência própria e principamente de pessoas que moram e visitam Londres regularmente.

 




Sérgio Martins mora em Londres, trabalha como agente de intercâmbio e guia turístico e é o idealizador do blog Infolondres, destinado a auxiliar e orientar estudantes, turistas e imigrantes com serviços, dicas e informações. Entre em contato no Skype: infolondres.sergio

Facebook Twitter Google+ 

Compartilhe essa informação

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

9 comentários

Pular para o formulário de comentário

  1. Elsa Rebelo

    Boa tarde,
    Estou quase a emigrar para Londres e tenho um filho menor a meu cargo.
    Gostaria de saber se consigo arranjar trabalho no supermercado tesco no fim de agosto, quando chegar.
    Obrigada pela atenção dispensada.
    Elsa Rebelo

    1. Infolondres Londresbr

      Oi Elsa. Obrigado pelo contato.

      Para Voce que e Portuguesa e mais facil conseguir emprego aqui, porem e bom que você ja
      fale pelo memos um pouco de ingles. Se precisar de alugar quarto, vou te indicar uma empresa de confiança que trabalha com moradia aqui em Londres. Se quiser pode me adicionar em seu Skype para futuros contatos: infolondres.sergio

      Meu blog matem contato com empresas serias de imigração, moradia e escolas de inglês que já atuam no mercado há mais de 10 anos. Com relação a aluguel de quartos você pode entrar em contato com esta empresa pelo site http://www.london-base.com neste site você poderá entrar em contato e assim escolher qual zona deseja morar. O nome da pessoa responsável e Jaciara e o telefone dela e: 075-2187-5042. Qualquer duvida entre em contato comigo novamente.

      Não esqueça de mencionar aonde você encontrou a empresa (Sérgio Martins-blog: infolondres), para que você obtenha excelentes descontos. Qualquer duvida, entre em contato comigo novamente.

      Atenciosamente,

      Sergio Martins,

  2. Marcelo Vieira

    Belissimo blog. Parabens. E dificil achar dicas como a sua na net.Abracos.

  3. daniela fagundes

    ola,tudo bem?mi chamo daniela moro em londres,tenho documentos italianos e estou a procura de trabalho falo ingles basico como faco para conseguir trabalho em alguma rede de supermercado?moro na regiao de kent (dartford,sidcup,erith) muito obrigada pela atencao.

    1. Infolondres Londresbr

      Oi Daniela. Obrigado pelo contato.

      Para conseguir emprego, basta você ir em algum supermercado perto de você e pedir informações a respeito de vagas, ou poderá também ir a algum Job Center e se cadastrar para se candidatar a alguma vaga. Você pode achar estes Jobs Centre na internet digitando: Job center in London. Mas a melhor maneira de arrumar algum emprego e o velho sistema de boca-a-boca, para isso basta você procurar locais onde costuma frequentar brasileiros. Se quiser falar comigo pessoalmente, eu trabalho numa destas locais no centro de Londres na rua Poland Street, 44 postcode W1F 7LZ a um quarteirão da Oxford Street.

      Atenciosamente,

      Sergio Martins.

  4. Fabíola Oliveira

    Olá, Sérgio.Parabéns pelo blog, super interessante. Pretendo passar uma temporada em Londres, tenho 45 anos, e gostaria de saber se posso conseguir um emprego temporário como cuidadora de idosos. Tens alguma dica? Um abraço, valeu!

    1. Infolondres Londresbr

      Oi Fabiola. Obrigado pelo contato.

      Existe aqui em Londres varias tipos de emprego, inclusive para acompanhantes, porém e melhor você já estando aqui para se candidatar a alguma vaga. Abraços.

  5. antonio vale

    Bom dia Sr. Sérgio Martins,
    Sou empresário no ramo alimentar, Bacalhau Salgado Seco, Bacalhau desfiado(Migas), Linguas de Bacalhau, Bacalhau Demolhado Ultracongelado e todos os derivados de Bacalhau. Estou procurando Empresas e Supermercados (tais como TESCO) a fim de poder fazer alguns contactos e prováveis negócios.
    Meu email é: antonio_vale@sapo.pt . Tel. +351 965 257 190. Haverá alguma possibilidade de me dar algum contacto ou algumas dicas para o efeito? Agradeço também envio seu contacto telefónico e/ou email. Abraço e tudo de bom para você.

    1. Infolondres Londresbr

      Bom dia Antônio. Obrigado pelo contato.

      Também trabalho com comidas brasileiras aqui e Londres e conheço algumas mercearias brasileiras aqui em Londres, com quem já faço negócios. Caso esteja interessado que eu divulgue seu produto aqui, pode entrar em contato comigo põe email para eu saber mais detalhes de sua empresa.

      Abraço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Email
Print